A Anatólia Central é melhor definida como o coração da Turquia. Repleta de história datada de milhares de anos, esta região foi motivo de disputas entre várias, tribos, credos e impérios ao longo dos tempos deixando uma vasta riqueza cultural desde cidades antigas, postos de caravanas da Rota da Seda, mansões Otomanas, paisagem lunar e claro, cozinha de chorar por mais.
A história da região data de 7500 a.C. em Çatalhöyük, perto de Konya onde os primeiros vestígios de civilização foram encontrados. Esta região foi, também a primeira área do Reino dos Hititas, que aqui permaneceram durante um largo período. As campanhas de Alexandre o Grande até à Índia deixaram também as suas marcas, bem como a influência Romana e Bizantina com as suas Igrejas e esconderijos subterrâneos esccavados nas rochas deste local, por forma a refugiarem-se da perseguição que sofriam à data. As Tribos Turcas do Este acabaram por dominar a região eventualmente fundindo-se para dar origem ao Seljuks (Sultanato de Rum). O Sultanato foi, eventualmente sobreposto pelo que viria a ser o 2º maior império do mundo (o Otomano).


(Konya)
Locais a Visitar na Anatólia Central

Ankara: Ankara (capital do país) é uma cidade próspera, com uma mistura de estudantes universitários, pessoas ligadas ao orgão governativo, banqueiros, doutores, entre outros. A maior parte das embaixadas encontra-se aqui, bem como algumas atracções turísticas, entre elas, a velha cidade, dentro das fortificações, e o Castelo de Ankara na colina sobre a cidade. Outras existem como o Museu das Civilizações da Anatólia com a maior colecção de artefactos Hititas do mundo. Esta cidade tornou-se a capital quando Mustafa Kemal Atatürk fundou a República da Turquia em 1923, como tal é natural que o seu masoléu (Anıtkabir) se situe aqui, acessível através de uma longa avenida, e um local a visitar se estiver em Ankara, com uma cerimónia de rendição de guarda a cada 2 horas. Uma viagem de um dia possível daqui é, a que o leva a Hatuşa, outrora capital Hitita, à mais de 2300 anos atrás.

Aksaray: Uma das 5 províncias que perfazem a Capadócia, com a cidade homónima a não oferecer muito para o viajante comum. Nos arredores contudo encontram-se lugares com o Lado Salgado (Tüzgöl), o vale de Ihlara, o monte Hasan, um posto de caravanas da Rota de Seda (Ağzıkarahan) e o mosteiro de Selime.

Eskişehir: Traduzido, o seu nome significa algo como “velha cidade”, o que é irónico sendo que é, uma cidade repleta de juventude Turca, a dever-se em grande causa, a ser lar de duas maiores universidades da Turquia sendo mesmo, apelidada de cidade estudantil.  Apesar de oferecer poucos locais com interesse para o turista (ainda que todos significativos), esta zona foi, lar dos Frígios podendo encontrar-se os baixos relevos em honra à Deusa Mãe (Yazılıkaya), intactos até aos dias de hoje. Habitações do século 19, ainda se encontram com facilidade sendo as mesmas, um bom exemplo de arquitectura desta época no país.

Kayseri: Outra província da Capadócia, e famosa pelo seu Mantı (Raviolli Turco), Pastırma (carne seca e salgada), e kebab Iskender. Apesar disso, a cozinha não é o único atractivo que Kayseri tem para oferecer visto que é, daqui que saem famosas carpetes feitas à mão. A parte antiga da cidade oferece visões da antiga arquitectura Seljuk como a Mesquita de Hanat Hatun, e a de Ulu, bem como os mercados de Bedesten e Vezir Hanı. Ao aventurar-se para fora da cidade pelo sul da província poderá ir de encontro às cascatas de Kapuzbaşı com a sua água gelada a sair da rocha e desfrutar de um picnic. A montanha de Erciyes é também um local óptimo para caminhar durante o Verão e praticar desportos de neve no Inverno.
Konya: Conhecida por ser uma das cidades mais conservadoras da nação é também a 7ª maior urbe da Turquia. Outrora a capital dos Seljuks, a cidade alberga impressionante arquitectura dos mesmo. Ainda assim a cidade é, mais conhecida pelo famoso poeta e Sufi, Rumi. O Museu de Mevlana merece também, uma visita aquando da sua passagem em Konya visto ser onde se encontra o túmulo de Rumi, bem como muitos artefactos Muçulmanos, e exemplos da ordem de Mevlana. A cidade tem também, algumas mesquitas bem conhecidas como a de Iplikçi e Alaaddin havendo também, uma Igreja em honra de S. Paulo para os que estiveram a seguir a história do Cristianismo pelo país.

Kütahya: Kütahya é uma zona menos conhecida da Anatólia Central, mas ainda assim é, famosa pelos seus azulejos e por um dos mais bem preservados templos Romanos na Turquia, situado em Aizanoi, em honra a Zeus e que sem dúvida merece uma visita.

Nevşehir: Nevşehir é a capital da Capadócia, e lar da maioria parte das atracções da Capadócia.